Do you speak english?

27/02/2012

Vendo a transmissão do Oscar, um dos comerciais me chamou a atenção. Como é difícil anunciar curso de inglês!

Comercial de inglês sempre é: ou fala de como é importante aprender enquanto é criança (categoria que está deixando de existir aos poucos), ou o inglês vai te levar longe na carreira (cada vez mais em voga) ou o inglês é uma necessidade do dia a dia das pessoas. Interessantemente, CCAA vem trazendo uma outra linha – como se safar dos riscos da vida, falando uma outra língua.

Gosto da consistência da Wise Up em usar o Santoro em todas as suas comunicações e seu tom mais institucional. Mas o humor da CCAA e do Fisk também são muito interessantes.

Diferentemente, as tentativas de ser mais racional resultam em comerciais menos impactantes, na minha opinião. E vendo os comerciais abaixo, você verá como uma situação – entrevista de emprego – tem como resultado dois comercias completamente diferentes para a mesma CNA.

Seis comerciais para cinco cursos diferentes. Fechando a lista, a Wizard com sua caneta Wizpen.

E você? Vendo só os comerciais, em qual dos cursos se matricularia?

Anúncios

Propaganda quando é boa é boa mesmo XIII

14/02/2012

Fora o natal, carnaval é uma das épocas mais ingratas para se fazer propaganda. O tema é o mesmo, todas as empresas tentando se destacar num ritmo de repeteco. “Será que já não vi isso antes?” Essa é uma dúvida simples de se ter neste período.

Surpresa foi ver na TV a nova campanha da Brahma Chopp. Como ninguém teve a idéia de transformar a palavra Sapucaí em verbo antes? Para mim, isso é brilhante. Depois, música, celebridade, promoção, camarote, tudo vira mero detalhe.

Neste carnaval vou sapucar. Em São Paulo. Mas vou.


Propaganda quando é boa é boa mesmo XII

08/01/2012

Fazer propaganda para o governo é sempre um desafio duplo. Primeiro porque passar informações de forma criativa já é por si um desafio. Segundo porque existe uma vigilância grande sobre as mensagens governamentais, para se evitar campanhas políticas.

O Governo do Estado de São Paulo conseguiu de uma forma divertida falar de sua nova campanha contra a venda de bebidas alcóolicas para menores de 18 anos, com o ator Ferrugem e a apresentadora Hebe Camargo.

O resultado ficou ótimo. Não me canso de assistir.


140 toques é muito pouco

30/09/2009

É uma brincadeira, está em inglês, mas pode muito bem exemplificar a importância que a comunicação tem no nosso dia a dia. Para quem lida com comunicação, ser conciso é uma obrigação. Mas concisão demais pode gerar confusão. E o que aconteceria se tivéssemos 140 toques para nossas conversas, como o Twitter? O vídeo responde.


Alimento para plantas: como mudar o foco e ganhar mercado

21/09/2009

Existe comida para o corpo. Em qualquer restaurante a gente encontra. Existe comida para a alma. As diversas religiões se incumbem de fornecê-la. Mas comida para plantas? Para mim isso é novo.

NOVA LINHA BIOFERT ENSAIO GÔNDOLA

A Biofert, empresa mineira de adubos, irá lançar esta semana na 12a Fiaflora / Expogarden o que estão chamando de comida para plantas. Poderia ser chamado de gourmetilização. O conceito é básico, nem todos os nutrientes necessários às plantas são fornecidos pelo copo diário de água jogado nos vasos. O líquido borrifado nas plantas funcionaria como um suplemento alimentar, uma espécie de Centrum do mundo vegetal.

Se a idéia não é nova, uma coisa chama a atenção: o reposicionamento de mercado, criando um novo mercado para a marca. O produto não é um fertilizante. É um alimento para plantas. Em fazendo isso, a Biofert faz o que grandes empresas sempre fizeram e fazem: se diferenciam dos concorrentes e criam um novo universo, onde reinam sozinhas.

Quais resultados essa nova linha de produtos irá alcançar, não sei. Só sei que chega com um pé direito, abrindo um nicho no meio de um mercado dominado por grandes competidores. Como dizem Al Ries e Jack Trout, é melhor ser peixe grande em lago pequeno, do que peixe pequeno em lago grande.


Novas linguagens de comunicação: Barbatuques

17/09/2009

Hoje fica somente o registro deste grupo que faz milagres com os sons gerados pelo corpo. Volto ao tema, brevemente.


Propaganda quando é boa é boa mesmo IV

03/09/2009

Simples e divertido. Não preciso querer, ou saber, tocar Guitar Hero para ter vontade de ver o comercial novamente. E não é assim que são feitos os bons comerciais?